Esportes

Alegando receio ao coronavírus, Guiné desiste da Olimpíada, diz agência 

Por conta da Covid-19, a delegação do Guiné desistiu de participar dos Jogos de Tóquio. A informação foi reportada pela “AFP”. De acordo com a notícia, o país da África Ocidental não irá mais integrar esta edição da Olimpíada por não querer expor os atletas ao novo coronavírus, tendo em vista o recente aumento no número de casos.

Tóquio: Tudo o que você precisa saber sobre a estreia do Brasil e o torneio de futebol masculino na Olimpíada

Cinco representantes iriam carregar a bandeira do país nos Jogos: na luta livre, no judô, no atletismo e dois na natação. Ao longo das 11 edições que já participou, o Guiné nunca arrematou uma medalha olímpica. 

Olimpíada 2021: Após boicotes e expulsões, gestos de cunho político entram no script no Japão

“Devido ao recrudescimento das variantes da Covid-19, o governo, preocupado em proteger a saúde dos esportistas guineanos, decidiu com pesar pela anulação da participação de Guiné”, escreveu Sanoussy Bantama Sow, ministro do Esporte, da Cultura e Patrimônio Histórico.

Leia também: Saiba quem são os atletas que testaram positivo para Covid-19 na Olimpíada no Japão até agora

Mas há um porém: uma fonte que se diz próxima ao governo do Guiné teria informado à reportagem que o motivo da desistência às vésperas da abertura seria, essencialmente, por conta de problemas financeiros. 

Fenômeno nas redes sociais: Douglas do Vôlei comemora sucesso: ‘Viralizei do nada. Estou em choque’

Com o isso, o Guiné se torna o segundo país a desistir dos Jogos de Tóquio; em abril, a Coréia do Norte também anunciou que não iria participar e também alegou a pandemia como motivo.  

Cancelamento desta edição ainda não é hipótese descartada 

Em entrevista coletiva na manhã desta última terça-feira, 20, o CEO dos Jogos Olímpicos de Tóquio, Toshiro Muto, deu a entender que o comitê organizador não descarta o cancelamento do evento. Perguntado sobre a possibilidade, o dirigente indicou que um aumento no número de casos de Covid-19 pode levar a novas discussões internas. 

— Não podemos prever o que vai acontecer em relação ao número de casos positivos de coronavírus. Continuaremos a discutir se houver um aumento significativo no número deles. 


Fonte

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Notamos que você usa um Adblock ativo!

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso site. Por favor, deslique seu Adblock para que possamos gerar receitas através dos anúncios. Não vai sair do seu bolso. ;)