Famosos

Ana Maria Braga projeta futuro aps morte de Tom Veiga, o Louro Jos. Saiba


Visivelmente emocionada, mas mostrando a mesma fora com que comandou o programa “Mais Voc” no dia seguinte morte de Tom Veiga, intrprete do papagaio Louro Jos, Ana Maria Braga, que trabalhou com o artista por mais de 20 anos, falou ao “Fantstico” deste domingo (08) sobre sua parceria e, agora, futuro sem o amigo e companheiro de trabalho. “Eu sinto a falta dele desde segunda-feira, quando eu voltei a trabalhar. Mas essa semana, como a gente t fazendo uma semana especial, n? A gente t fazendo uma semana de homenagens a ele, ele t no programa. Em todos os momentos. A eu rio e choro ao mesmo tempo. Ento eu ainda no… Sabe quando voc ainda no caiu na real? De que mesmo sabendo de tudo isso, da realidade, eu acho que a partir da prxima semana que a gente comea a fazer o programa. Vai ser um novo recomeo, eu acho. To difcil quanto”, assumiu.

Encontrado morto em casa vtima de um aneurisma cerebral, Tom Veiga, para Ana Maria, era muito mais que um colega de trabalho. “A gente era amigo, confidente. A gente se falava a respeito de tudo. A gente se falava por telefone todo dia durante essa pandemia. A gente se sabia. Morria de saudade”, afirmou. E assumiu que ainda no conseguiu definir se o personagem Louro Jos continuar no programa. “Eu acho que muito cedo pra se dizer qualquer coisa, n? Mas obviamente o Tom inigualvel”, opinou.

Para a artista, no entanto, o trabalho feito pelo amigo foi to primoroso que Louro Jos jamais ser esquecido. “Na verdade o Louro Jos existe. Ele pode no existir na interpretao magnfica do artista Tom Veiga, n? Que deu vida a esse personagem. Mas o personagem vai continuar existindo. Porque no tem como, se voc pegar os grandes personagens a, de qualquer… Da nossa vida, n? De Mickey Mouse a… Eles fazem aniversrio e so eternos, n? E o Louro vai ser eterno pra sempre, n?”, comparou a apresentadora, consolada pelo neto aps a perda.

Ana Maria Braga afirma que Tom Veiga no cuidava da sade

Morto precocemente aos 47 anos, segundo Ana Maria Braga, Tom Veiga, que j havia passado por uma cirurgia cardaca, no levava uma vida saudvel. “Moleque jovem, moleque que a bem da verdade no se cuidava. Da sade. Como deveria, eu acho. Todo mundo falava isso pra ele. No se cuidava bem. Todos os amigos falavam. Olha, precisa dormir mais. Olha, precisa fazer isso menos. Olha, precisa ir no mdico ver essa dor na coluna. Mas era uma coisa impensvel, n? Impensvel. Mas a gente nunca falou sobre a morte”, afirmou.

Para a artista, no entanto, as dores de amor eram os pontos fracos de Tom Veiga, separado recentemente de sua terceira mulher, Cybelle Costa. “Eu deveria ter botado ele no colo e dado umas palmadas em vrias situaes. Acho que ele poderia ter se cuidado melhor, se amado mais. Ele amou muito e sofreu muito por amor”, entregou Ana Maria.

(Por Carmen Moreira)


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo