Esportes

Após novo tropeço, presidente do Benfica quer a saída de Jorge Jesus, diz jornal

O técnico Jorge Jesus já não é mais desejado no Benfica. Após uma série de resultados negativos, o presidente dos encarnados, Luís Filipe Vieira, quer a saída do técnico, mas não o demitirá, por enquanto. A informação foi estampada na capa do jornal português ‘Record’ nesta terça-feira.

O Benfica chegou a 15 pontos de distância do líder Sporting com o empate em 0 a 0 com o Farense, no último domingo. Segundo o diário, presidente e treinador estão afastados, e Vieira não se oporia a um eventual pedido de demissão do técnico de 66 anos. A dispensa por parte da diretoria, por enquanto, está descartada, por conta dos encargos envolvidos na negociação. Jesus tem contrato com os encarnados até junho de 2022.

Jornal português: presidente quer saída de Jesus do Benfica Foto: Reprodução/Record

 

Entre os motivos que levaram à insatisfação, além do até então fracasso do projeto que teve um investimento de 100 milhões de euros, estariam o baixo aproveitamento de jogadores formados no clube, como Tomás Tavarares, Florentino, Jota e Ferro, todos emprestados pelo técnico, enumera o “Record”.

“Vieira empenhou-se pessoalmente na contratação de Jesus, a ponto de se ter deslocado ao Brasil em julho do ano passado para garantir o seu retorno, cinco anos depois de ter saído para o rival Sporting. Os resultado estão longe de agradar, mas o treinador também se sente desiludido, pois considera que não lhe foi cumprida a promessa de ser formada uma super equipe”, diz a reportagem.

A chegada do zagueiro Lucas Veríssimo, ex-Santos, teria sido um impeditivo financeiro para a contratação de um meia de características defensivas, um dos desejos do técnico. O defensor, também pedido por Jesus, custou 6,5 milhões de euros (cerca de 43 milhões de reais) e freou qualquer investimento por William Carvalho e Willian Arão, antigos alvos.

Além dos resultados esportivos, a diretoria também cogita cortes financeiros após a aprovação do novo orçamento. O Benfica foi um dos poucos clubes que investiu alto durante a pandemia do novo coronavírus, e as prováveis diminuições de gastos podem complicar ainda mais a vida do técnico ex-Flamengo.

Atualmente, a equipe ocupa a quarta colocação do Campeonato Português, com 39 pontos, a quatro do Braga, terceiro colocado e último time na zona de classificação à Champions League.


Fonte

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Notamos que você usa um Adblock ativo!

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso site. Por favor, deslique seu Adblock para que possamos gerar receitas através dos anúncios. Não vai sair do seu bolso. ;)