Esportes

Astro olímpico japonês testa positivo para Covid-19 antes de grande evento teste dos Jogos de Tóquio

TÓQUIO —O ginasta japonês Kohei Uchimura testou positivo para Covid-19 dez dias antes de participar de um encontro internacional que testará a capacidade de Tóquio de realizar os Jogos Olímpicos do próximo ano, anunciaram os organizadores nesta quinta-feira .

O encontro será o primeiro evento internacional a ser realizado nas instalações Olímpicas de Tóquio desde que os Jogos foram adiados em março devido à pandemia do novo coronavírus.

Os organizadores disseram que não está claro se Uchimura, que já conquistou três medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos, se retirará do encontro de 8 de novembro, que também contará com atletas da China, Rússia e Estados Unidos. No entanto, o evento ainda está programado para ser realizado conforme planejado.

Apesar de um longo recorde de lesões recentes, Uchimura, de 31 anos, foi escolhido para ser a principal atração para os 2.000 torcedores autorizados a assistir ao evento no Yoyogi National Gymnasium.

O presidente da Federação Internacional de Ginástica (FIG), Morinari Watanabe, disse a repórteres durante uma entrevista coletiva online na quinta-feira que Uchimura estava assintomático.

— Ele está em condições muito estáveis — disse Watanabe, acrescentando que o ginasta estava descansando em seu quarto no centro de treinamento nacional, onde a equipe ficou por uma semana e seria monitorada pelos próximos seis dias. Ele fará um novo teste nos dias 4 e 5 de novembro e ainda poderá participar se os dois testes derem negativo.

Watanabe também disse que todos os outros membros da equipe japonesa até agora tiveram resultados negativos, mas serão testados novamente na sexta-feira. Ele afirma que não se sabe se Uchimura foi infectado no centro ou antes de entrar.

Disse ainda que o evento, a “Competição de Amizade e Solidariedade” no Ginásio Nacional de Yoyogi, vai decorrer mesmo que a equipa nipônica tenha de se retirar, e que todos os atletas internacionais até o momento tiveram resultados negativos.

— Neste ponto é apenas Uchimura. Se descobrirmos que está espalhado pelo resto da equipe, eles podem desistir. Todas as outras seleções foram isoladas em seus países — disse ele, ao explicar como a competição ainda pode prosseguir.

Os demais atletas devem chegar nos dias 4 e 5 de novembro sob regras rígidas, incluindo movimentação apenas entre os treinos, o local do evento e seu hotel, dos quais estão proibidos de sair para outras coisas.

Em uma entrevista à Reuters no início desta semana, Watanabe disse que esperava que este encontro abrisse as portas para a realização de uma Olimpíada de sucesso no próximo ano. O Japão não sofreu o mesmo tipo de aumento nos casos de Covid-19 que a Europa e EUA, com apenas 221 novos casos relatados em Tóquio na quinta-feira.

Fonte

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo