Automobilismo

Chefe do GP da Holanda chama Hamilton de hipócrita

Lewis Hamilton

Após a colisão de Lewis Hamilton com o rival Max Verstappen, Jan Lammers, chefe do GP da Holanda, chamou o heptacampeão mundial de hipócrita.

Enquanto a controvérsia explode dentro da Fórmula 1 sobre o suposto abuso racial direcionado ao piloto da Mercedes, Lammers criticou Hamilton por uma razão diferente.

Segundo o ex-piloto holandês, a celebração extravagante de Hamilton e da Mercedes após a corrida enquanto Verstappen estava no hospital foi “extremamente inapropriada”.

“Não nos esqueçamos que Hamilton está comprometido com coisas como o Vidas Negras Importam e a sustentabilidade. Ele é o defensor da moral, mas se você não lida com as coisas da maneira correta… Ele deveria agir de acordo com suas palavras”, declarou Lammers ao NOS.

Outro ex-piloto de F1, Timo Glock, concorda.

“É difícil avaliar o comportamento de Lewis após a prova. Talvez ele não soubesse que Max estava no hospital”, disse ele à Sky Deutschland. “Se ele soubesse, acho que teria agido de modo um pouco diferente. Sim, ele havia acabado de vencer em casa, mas talvez também pudesse desenvolver um pouco mais de sensibilidade”.

O holandês Christijan Albers, também ex-piloto de F1, acredita que Verstappen vai se recuperar dos hematomas sofridos na batida de 51G e estará em sua melhor forma na Hungria.

“Este é o ano em que Max pode vencer o campeonato”, disse ele ao De Telegraaf. “Acredito que a Red Bull e Max estarão novamente em forma na Hungria. A Mercedes realmente enfrentará dificuldades lá”.

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.




Fonte

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Notamos que você usa um Adblock ativo!

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso site. Por favor, deslique seu Adblock para que possamos gerar receitas através dos anúncios. Não vai sair do seu bolso. ;)