Vida e Estilo

Como tratar um estiramento muscular?

Os atletas estão expostos a muitos tipos de lesões. Dependendo da modalidade em questão, algumas lesões serão mais frequentes do que outras. No entanto, as lesões musculares são comuns e frequentes. Uma das que geralmente aparece em diversas modalidades é o estiramento muscular.

É difícil saber exatamente quanta tensão e força os músculos podem suportar, por isso é comum acabar com algum tipo de lesão. Uma das formas mais leves de lesão é o estiramento muscular.

A seguir, veremos exatamente em que ele consiste e como ele pode ser tratado, para que possamos nos recuperar o mais rápido possível.

Para entender como tratar um estiramento muscular, devemos primeiramente saber do que se trata. O estiramento muscular é uma lesão leve, na qual há microrrupturas das fibras, devido a um alongamento súbito ou anormal.

Para ter uma ideia da gravidade, ele é um pouco mais grave do que uma contratura, mas menos grave do que uma ruptura parcial de um músculo. Isso ocorre porque as fibras não apenas se contraem, como também ocorrem microrrupturas.

No entanto, essas microrrupturas não põem em risco a continuidade do músculo em questão, nem são rupturas de feixes de fibras.

A partir do que foi exposto acima, é possível entender que o estiramento é uma lesão que surge devido à falta de flexibilidade do músculo. Quanto mais flexibilidade se tem, menor é a resistência do músculo ao alongamento.

Se não há flexibilidade suficiente, ele não poderá ser estendido e, em caso de tensão elevada ou súbita, haverá microrrupturas.

Menina com um estiramento muscular

Essa lesão também pode aparecer se não fizermos um aquecimento adequado ou se o músculo já estiver fatigado por causa de um esforço anterior. Uma vez que esta é uma lesão muscular leve, não há dor em repouso. Só vamos notar a dor quando solicitarmos uma contração ao músculo. Ou seja, teremos dor ao tentar usá-lo.

Também haverá dor à palpação e poderemos notar rigidez e dificuldade para fazer movimentos. Quanto mais grave for o estiramento, mais significativos serão esses sintomas.

Primeiramente, ao perceber um possível estiramento, devemos parar a prática esportiva que estivermos executando. Continuar mesmo tendo notado o aparecimento de uma dor súbita após um alongamento incomum de um grupo muscular só vai piorar a lesão.

Então, será necessário seguir o protocolo de ação clássico diante de uma lesão desse tipo: gelo, compressão, repouso e elevação. Dessa forma, vamos limitar a inflamação e os danos decorrentes, bem como o edema que poderia surgir.

O próximo passo seria consultar um médico para confirmar o diagnóstico. É importante descartar qualquer lesão mais grave, e os exames diagnósticos vão nos dizer exatamente qual é o tipo de lesão que temos. Vamos continuar assumindo que tenhamos recebido o diagnóstico de estiramento muscular.

A partir de então, em geral, o estiramento muscular se resolve sozinho com o repouso. Pode demorar no máximo 10 dias, mas é provável que estejamos recuperados em uma semana. Para ajudar na recuperação, podemos continuar a aplicar gelo durante os primeiros dias, bem como manter o membro lesionado elevado.

Se formos ao fisioterapeuta, ele também pode nos ajudar e nos orientar para uma recuperação eficaz. A manipulação suave ajuda a relaxar e a recuperar a circulação normal, enquanto os exercícios de intensidade variável nos permitem saber em que ponto da reabilitação estamos.

Como tratar um estiramento muscular

Depois de revisar todas essas informações a respeito dessa lesão, vemos que o mais importante é realmente a prevenção. Se fizermos exercícios para flexionar os grupos musculares que vamos usar na prática esportiva, começaremos com uma vantagem.

O aquecimento adequado antes de começar também será essencial. Com os músculos flexíveis e preparados, a probabilidade de um estiramento é reduzida consideravelmente.

Por fim, devemos respeitar os períodos de descanso para permitir a recuperação dos músculos. Se nos sentirmos cansados ​​ou fatigados, é preferível optar por uma simples caminhada ou algum exercício de intensidade semelhante. Retomaremos para a nossa atividade favorita quando não houver perigo de lesões.

Porém, se acabarmos sofrendo um estiramento muscular, isso significa que tivemos sorte. Isso porque terão sido evitadas lesões mais graves e, em cerca de uma semana, já estaremos bem novamente.

Portanto, se quisermos evitar contraturas, estiramentos e rupturas, simplesmente devemos nos alongar, fazer um bom aquecimento e não exagerar. O corpo vai agradecer.

Fonte

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo