Política

Cúpula do PSB veta aliança com Arthur Lira na eleição da Câmara

O Diretório Nacional do PSB vetou aliança de deputados da sigla com Arthur Lira (PP-AL) na eleição da Câmara ou outro candidato apoiado pelo governo federal. A maior parte da bancada da legenda havia manifestado, em reunião, simpatia à candidatura do líder do PP.

A decisão da legenda, porém, não impede que um deputado filiado vote em Lira. A votação é secreta, o que reduz a poder de coerção dos partidos sobre os atos de seus integrantes.

Ainda assim trata-se de boa notícia para o atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), adversário político de Arthur Lira. O apoio aberto de deputados do PSB a Lira, como a formação de um bloco fica inviabilizado.

A eleição para presidente da Câmara será em fevereiro. Arthur Lira é o candidato preferido do governo de Jair Bolsonaro. Líder do Centrão, ele se aproximou do Planalto ao longo de 2020.

“Não poderia ser diferente. Partido de oposição não pode apoiar candidato do governo. É preciso preservar a independência da Câmara e proteger o Brasil de Bolsonaro”, disse o líder da bancada, Alessandro Molon (PSB-RJ).

Lira tem a candidatura mais consolidada até o momento. Rodrigo Maia não pode se candidatar por decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) e ainda não anunciou o nome de seu candidato. Os principais postulantes ao apoio de Maia são Aguinaldo Ribeiro (PP-AL), Baleia Rossi (MDB-SP) e Elmar Nascimento (DEM-BA).

O deputado Marcos Pereira (Republicanos-SP), egresso do grupo de Maia, também tenta viabilizar sua candidatura.

A visão de Molon não é unanimidade na bancada. Na 4ª feira (9.dez.2020) os deputados do partido se reuniram por video conferência. De 17 a 19 se manifestaram favoravelmente a encaminhar entrada no bloco de Lira. O partido tem 31 deputados.

Um dos deputados que manifestava vontade de estreitar as conversas com Lira à época era Júlio Delgado (PSB-MG). Segundo disse na ocasião ao Poder360, o motivo era que a candidatura do deputado do PP era a única posta e que todos os outros postulantes também têm afinidade com o governo.

Continuar lendo

Fonte: Poder360

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Notamos que você usa um Adblock ativo!

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso site. Por favor, deslique seu Adblock para que possamos gerar receitas através dos anúncios. Não vai sair do seu bolso. ;)