Educação

Cursos técnicos integrado, subsequente e concomitante – diferenças

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Os cursos técnicos são muito buscados por jovens que querem iniciar uma formação para ser inseridos no mercado de trabalho. Esse tipo de curso não é considerado como superior, mas auxilia o estudante a adquirir um conhecimento profissional técnico.

Os cursos técnicos podem ser iniciados durante o ensino médio ou após a conclusão dos estudos. Por isso, existem três modalidades de cursos técnicos: Integrado, Subsequente e Concomitante.

Veja mais: Saiba o que é um curso técnico

Cada um dos cursos tem duração média de um ano e meio a dois anos. Durante o período, os estudantes têm acesso a parte teórica e prática do curso e também fazem estágios para concluir a formação e ter uma profissão.

Atualmente, existem cursos técnicos em quase todas as áreas de interesse, como saúde, economia, comunicação, tecnologia, engenharias e muitos outras.

Mais: Veja as opções de cursos técnicos

Mas, para você entender como funciona cada um, veja abaixo as opções de cursos técnicos oferecidos no Brasil.

Integrado

O curso técnico integrado é voltado para quem ainda está cursando o ensino médio. Para se matricular em um curso integrado, o estudante vai precisar comprovar sua conclusão de ensino fundamental.

O estudante que está matriculado em um curso integrado realiza o ensino médio e o curso técnico juntos, ou seja, de forma integrada. No caso, ele terá uma matrícula para as duas formações, que acontece na mesma instituição de ensino.

Concomitante

Na modalidade curso técnico concomitante, os estudantes precisam ter concluído o ensino médio ou, pelo menos, o primeiro ano dele. Nos cursos concomitantes a formação é feita de forma separada. Os estudantes cursam as disciplinas do ensino médio em uma instituição e faz a formação técnica em outra. Quem já concluiu o ensino médio realiza apenas o curso técnico.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

Subsequente

Quem deseja fazer um curso técnico subsequente deve ter concluído o ensino médio. No caso, os estudantes realizam apenas o curso de nível técnico para a profissionalização.

Entenda as semelhanças e diferenças dos cursos:

DúvidasIntegradoConcomitanteSubsequente
É curso superior?NãoNãoNão
Precisa ter concluído o ensino médio?NãoHá as duas opçõesSim
Pode ser feito junto com o ensino médio?SimHá as duas opçõesApós a conclusão
Deve ser feito na mesma instituição que cursou o ensino médio?SimHá as duas opçõesHá as duas opções

(caso a instituição ofereça o curso)
Oferece diploma de profissionalização técnica?SimSimSim

 

Como ingressar em um curso técnico?

Há diversas formas de ingresso em cursos de nível técnico e elas variam de acordo com a instituição de ensino escolhida. Entre elas, os interessados costumam ser avaliados por aplicação de provas, análise do histórico escolar e notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Os Institutos Federais de Educação Ciência e Tecnologia (IFs) e os Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefets) são as principais instituições que ofertam cursos técnicos. Além disso, os cursos técnicos dos IFs e Cefets são gratuitos.

Há opção de cotas?

Sim. Os cursos técnicos que são oferecidos por instituições públicas de ensino possuem reserva de vagas para o sistema de cotas. As reservas variam de acordo com a instituição escolhida.

Por exemplo, as instituições de ensino federais costumam reservar vagas para os candidatos de escolas públicas e autodeclarados pretos, pardos e indígenas.

 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo