Cinema

De Spawn a Conan, veja os anti-heróis que podem voltar às telas

Dentre a legião de fãs de quadrinhos, uma grande secção desse público tem uma vez que personagens favoritos os anti-heróis. A índole dúbia e a falta do moralismo exacerbado, que por vezes perdura nos heróis principais, cativam muitos leitores. 

No cinema não é dissemelhante, pois as adaptações que trouxeram esses brucutus às telonas chamaram atenção. Porém, mais do que o sucesso, o libido dos fãs em ver mais histórias deles permaneceu e Hollywood segue pensando em uma vez que colocá-los mais uma vez nos blockbusters

Dessa forma listamos cinco anti-heróis que já migraram para outras mídias, mas também têm boas chances de voltarem em produções hollywoodianas: 

Spawn

Cena de Spawn, O Soldado do Inferno

O personagem da Image Comics é um dos expoentes do que significa ser um anti-herói, enfim, ele é um combatente que veio direto do inferno. Criado por Todd McFarlane em 1992 – período em que os quadrinhos colocaram mais músculos e exageros nos desenhos e menos profundidade nas histórias -, Spawn se transforma em um ser poderoso que caça monstros e vilões humanos em seguida sua morte uma vez que o agente da CIA Al Simmons.

Ele já foi levado aos cinemas em Spawn, O Soldado Do Inferno, de 1997. O filme não fez o fragor que fazia na sua mídia de origem, o que deixou os fãs ansiosos pelo seu retorno nas telonas.

Um novo longa do enviado do inferno deve ocorrer com Jamie Foxx (Django Livre) no papel principal. Todavia, há poucos detalhes divulgados sobre o curso do projeto.

Bloodshot

cena de Bloodshot

O personagem da Valiant também é um verdadeiro fruto dos anos 1990, além de ter referências cinematográficas de alguns durões das telonas, uma vez que Robocop. Ele foi criado por Don Perlin (famoso por redigir Motoqueiro Fantasma na dezena de 1990), Kevin VanHook (cineasta e roteirista) e Bob Layton (famoso por redigir Varão de Ferro e Hércules na Marvel).

O anti-herói já teve mais de uma versão, mas a que foi adaptada para o recente filme com Vin Diesel é a de que ele costumava ser o militar Ray Garrison, que morreu e foi trazido de volta uma vez que um ciborgue com poderes a base de nanotecnologia. 

Assim uma vez que nos quadrinhos, a teoria é formar um universo compartilhado da Valiant nos cinemas. Diesel (via Screen Rant) se manifestou em suporte à teoria e, de concordância com o CBR, os próximos personagens da editora que devem ir para os cinemas são os da série Harbinger, que trazem jovens com poderes. 

Portanto, Bloodshot também pode voltar a nascer, ainda que a bilheteria do longa não tenha sido a das melhores – muito por conta da pandemia de coronavírus. 

Cable

Cable em Deadpool 2

O personagem é geração de Rob Liefeld, um dos fundadores da Image Comics e também aquele que deu vida ao Deadpool nos gibis. Logo, não havia uma vez que Cable não ser um dos maiores brucutus da Marvel e dos quadrinhos. 

A sua identidade original é Nathan Summers, rebento de Scott Summers – o Ciclope – e Madelyne Pryor – a clone de Jean Grey. Além de ter poderes telecinéticos, Cable é um combatente repleto de habilidades para batalhas. 

Ele já apareceu em Deadpool 2 sob a versão de Josh Brolin (Vingadores – Ultimato). Segundo Liefeld (via Comic Book), o ator quer continuar a ser o personagem no MCU, enfim, os direitos dos X-Men voltaram para a Marvel. Ryan Reynolds também confirmou a produção de Deadpool 3, onde teria uma chance de Cable participar. 

Conan

Cena de Conan, O Bárbaro (1982)

O bárbaro é um dos personagens mais famosos da cultura pop. Ele foi criado por Robert E. Howard e surgiu em 1932 nos contos, porém já foi abordado em várias mídias, uma vez que os filmes, quadrinhos e games. 

O cimério é um guerreiro da Era Hboriana, um período pleno de fantasia, perigos e batalhas. Nascido na guerra, Conan participa de diversas aventuras e ocupou as posições de ladrão, mercenário, pirata e até rei. 

Nos cinemas, as aparições mais conhecidas do personagem são em Conan, O Bárbaro (1982) e Conan, O Vândalo, em que Arnold Schwarzenegger o interpretou. Em 2019, o ator afirmou que se encontrou com o diretor do primeiro longa, John Milius, e conversou sobre o roteiro de um filme inédito do anti-herói em que ele seria abordado uma vez que rei. O projeto não foi mais comentado desde logo.

O guerreiro também teve uma versão nas telonas mais recente com Jason Momoa, em Conan, O Bárbaro (2011)

Recentemente, foi confirmada a produção de uma série da Netflix sobre Conan (via Variety).

 

Justiceiro

Jon Bernthal como o Justiceiro

Junto com Wolverine, provavelmente o maior bad-ass da Marvel. Ele foi criado por Gerry Conway, John Romita e Ross Andru e surgiu uma vez que um vilão do Varão-Aranha na dezena de 1970, o que justifica ele não ter se tornado um herói propriamente dito. 

A identidade por trás da caveira é Frank Castle, um veterano de guerra que teve a sua família assassinada pela máfia. O ex-militar passa a combater criminosos com a mesma violência promovida pelos mesmos, gerando assim discussões sobre a sua moral. 

O personagem já foi adequado para os cinemas três vezes: Justiceiro (1989), O Justiceiro (2004) e O Justiceiro Em Zona De Guerra. Outrossim, ele também foi protagonista por duas temporadas de uma série que a Marvel fez em parceria com a Netflix. 

Com a popularidade de Castle, é improvável que ele fique muito tempo longe das telas. A confirmação do longa do Blade no MCU indica que a Marvel pode trazer personagens mais adultos às telonas. Por outro lado, isso ocorrerá com o Cavaleiro da Lua no Disney+. Logo, as duas mídias permitem o retorno do Justiceiro. 

 

Nesta material você leu sobre: Spawn, O Soldado Do Inferno, Jamie Foxx, Django Livre, Bloodshot, Deadpool 2, Josh Brolin, Vingadores – Ultimato, Ryan Reynolds, Conan, O Bárbaro (1982), Conan, O Bárbaro (2011), Conan, O Vândalo, Jason Momoa, Justiceiro (1989), O Justiceiro (2004), O Justiceiro Em Zona De Guerra.

Veja também: Conan ganhará série; relembre tudo sobre o bárbaro

Fonte

Artigos relacionados

Usuários lendo agora...
Fechar
Botão Voltar ao topo