Notícias

Empresário chinês que chamou Xi Jiping de “palhaço” ficará 18 anos preso

O magnata chinês Ren Zhiqiang foi condenado a 18 anos de prisão por “corrupção” pelo tribunal de Pequim.

A condenação acontece poucos meses após o empresário ter feito duras críticas ao líder Xi Jiping. Em artigo online, Ren Zhiqiang disse que o coronavírus chinês poderia ter sido combatido mais cedo se houvesse liberdade de expressão na China e os jornalistas não fossem censurados em seu trabalho.

“Isto é perseguição política, pura e simplesmente. Esta acusação não se deveu a crimes econômicos, mas sim a opiniões políticas”, disse ao jornal New York Times a dissidente Cai Xia. 

Cai Xia foi professora da Escola Central do Partido Comunista Chinês e fugiu para os EUA depois de ter sido expulsa do partido por ter criticado Xi Jiping.

“Reprimir Ren Zhiqiang, utilizando crimes econômicos para o punir, é um aviso para os dissidentes – matar um para avisar 100”, afirmou a dissidente.

O ditador Xi Jiping parece ser objeto de admiração do governador de São Paulo João Doria. Além de ter lançado um livro sobre o líder chinês no Palácio dos Bandeirantes em outubro de 2019 e ter se encontrado extra-oficialmente com o embaixador da China em março deste ano, o governador é apoiador da lei que, entre outras coisas, punirá “ataques a políticos” com a desculpa de combater a disseminação de fake news no ambiente virtual.

O governador de SP, todo pimpão, na inauguração do escritório comercial de São Paulo em Xangai. FOTO: Gov. do Est. de SP

Seja membro do Brasil Paralelo e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Leia mais em: Senso Incomum

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo