Mundo

Especialistas chineses e internacionais discutem origem do coronavírus

A missão internacional encarregada de determinar a origem do novo coronavírus reuniu-se na sexta-feira pela primeira vez, em formato virtual, com especialistas chineses, informou o director da Organização Mundial da Saúde (OMS).

“A OMS continua a trabalhar para estabelecer as origens do vírus para prevenir futuras epidemias”, declarou à imprensa Tedros Adhanom Ghebreyesus, director-geral desta agência da Organização das Nações Unidas.

“Hoje, um grupo de especialistas internacionais manteve a sua primeira reunião virtual com os colegas chineses”, acrescentou.

A OMS espera que esta missão internacional possa ir à China e investigar como surgiu o SARS-CoV-2, vírus responsável por uma pandemia global que já matou quase 1,2 milhão de pessoas desde o fim de 2019.

“Esperamos com impaciência que a equipe (de especialistas) esteja em campo”, afirmou Michael Ryan, director de emergências sanitárias da OMS, que reconheceu que serão necessários “meses ou inclusive anos” antes de que estes cientistas possam realizar um amplo estudo na República Popular da China.

A grande maioria dos cientistas acredita que a origem do coronavírus é um morcego, mas muitos acreditam que passou por outro animal antes de ser transmitido ao ser humano.

A comunidade científica espera esclarecer este elo de transmissão da epidemia, o que não só permitiria conhecer melhor o que aconteceu, mas também determinar práticas perigosas e evitar novas pandemias.

Artigos relacionados

Usuários lendo agora...
Fechar
Botão Voltar ao topo