Empreendedorismo

Ex-empacotador cria site com vagas de emprego para quem quer atuar no varejo

Mais de 400 empresas já anunciaram vagas de emprego no site Amo Varejo, que faz a intermediação entre contratantes e candidatos. A plataforma de recrutamento e seleção é uma criação de Michel Jasper, que começou a carreira aos 16 anos como empacotador, passou por cargos de gerência e supervisão de grandes lojas e, atualmente, tem um empresa de tecnologia voltada para o setor.

“O Amo Varejo é um projeto social que quer conectar pessoas a empresas. Como trabalhei muitos anos em chão de loja, sei que muitas empresas, especialmente os supermercados, enfrentam dificuldades para conseguir mão de obra e pessoas que queiram seguir carreira e crescer no varejo” afirma.

Segundo ele, a dificuldade tem sido ainda maior nos últimos anos por causa da mudança nos hábitos das novas gerações. “Tenho também uma empresa de tecnologia e, no caso dela, é muito fácil encontrar alguém para trabalhar, ainda mais agora, em home office. Mas no varejo é mais difícil. Muitas vezes, é preciso trabalhar aos sábados e domingos e nem todos estão dispostos.”

Vagas para cargos de gestão

No Amo Varejo, criado em 2017, a maior parte das vagas é para cargos de gestão. “A cada dia, temos mais de 150 ofertas de vagas de gerente; para operador, são de 10 a 15”, diz. No ano que vem, deve ter o serviço ampliado. Uma das novidades será a oferta de serviços de headhunter, que vai fazer uma espécie de curadoria dos candidatos e apontar, para as empresas, as pessoas mais qualificadas para as funções disponibilizadas.

O ano de 2020 foi especialmente positivo para o site, segundo Michel Jasper, por causa da pandemia de Covid-19. “Tivemos 312% mais acessos de abril a outubro, quando se fala em busca por vagas, na comparação com mesmo período do ano passado. Foram em torno de 14 mil acessos por mês, ou 127 buscas por dia.”

Com 185 mil seguidores no LinkedIn, Jasper também faz palestras e comanda a Web Jasper, empresa de tecnologia para varejo que usa softwares próprios para simplificar e automatizar processos nas lojas. Os sistemas usam dados dos clientes para entender o comportamento deles e, assim, ajudar os varejistas a planejar a exposição dos produtos nas vitrines, por exemplo.

Imagem: Divulgação

Fonte

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo