Automobilismo

F1 – Combustível atualizado ajudou os Touros no Azerbaijão

Sergio Perez

A Fórmula 1 é tão dinâmica e detalhista, que ficar parado em qualquer área significa que você está ficando para trás, razão pela qual as equipes e os pilotos têm que ficarem constantemente tentando melhorar cada detalhe. E para o fim de semana do GP do Azerbaijão, o fornecedor de combustível da Red Bull levou uma atualização.

Checo Perez venceu a corrida e os Touros perderam uma dobradinha após Max Verstappen abandonar em virtude um estouro de pneu inesperado.

A equipe agora lidera os campeonatos de pilotos e construtores e Christian Horner disse que o fornecedor de combustível tem uma parcela desse sucesso.

“Estamos muito felizes com nossos parceiros, que, como nós, estão sempre trabalhando para se aprimorar. Eles trouxeram um combustível atualizado para este final de semana e trabalharemos com eles novamente no próximo ano”, disse Horner.

A Exxonmobile fornece para os Touros desde 2017. Durante a temporada, os fornecedores de combustível desenvolvem novas atualizações diversas vezes, um processo que leva cerca de 13 semanas. Isso significa que a Red Bull tem cerca de quatro atualizações de combustível por temporada.

Em Baku, Perez e Verstappen tiveram um upgrade e pareceu valer a pena, já que o mexicano registrou sua primeira vitória desde que chegou à equipe, enquanto Verstappen liderou a corrida antes de seu abandono.

Obviamente nem tudo depende do fornecedor de combustível, mas eles desempenham um papel crucial no desenvolvimento do carro ao longo da temporada.

Sob o formato atual da F1, muito poucas mudanças importantes podem ser feitas no carro durante a temporada, já que as possibilidades de desenvolvimento foram restritas em várias áreas.

Isso significa que um fabricante deve prestar atenção a cada pequeno detalhe para competir pela ponta, razão pela qual os fornecedores de combustível fornecem várias atualizações ao longo do ano.

A FIA tem um amplo conjunto de regras para fornecedores de combustível, colhendo amostras dos carros após cada corrida para garantir que os limites estão sendo respeitados.

Isso garante que o combustível permaneça o mais próximo possível do combustível que nós, como consumidores “normais”, usamos ao abastecer na bomba.

Portanto, não é exatamente fácil para os fornecedores de combustível obterem ganhos devido a essas regras, mas eles sempre continuam trabalhando para encontrar qualquer pequena vantagem ou um pouco de progresso com que trabalhar. Desta forma, o fornecedor de combustível faz uma contribuição aos carros de F1 que pode ajudá-los a ficar até cerca de meio segundo mais rápido ao longo de uma temporada.

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.




Fonte

Artigos relacionados

Usuários lendo agora...
Fechar
Botão Voltar ao topo

Notamos que você usa um Adblock ativo!

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso site. Por favor, deslique seu Adblock para que possamos gerar receitas através dos anúncios. Não vai sair do seu bolso. ;)