Automobilismo

F1 – Contrato curto de Hamilton causa preocupação na Red Bull

Helmut Marko e Christian Horner

A extensão do contrato por curto prazo de Sir Lewis Hamilton com a Mercedes F1 é uma “notícia preocupante” para a Red Bull.

Embora a notícia da Mercedes finalmente ter divulgado uma extensão de contrato com Hamilton não tenha sido uma surpresa para os leitores do Autoracing, o fato de que só cobre de uma a duas temporadas levantou algumas sobrancelhas na Red Bull.

Isso gerou especulações de que o britânico pode muito bem decidir se aposentar no final deste ano, potencialmente abrindo caminho para Max Verstappen se juntar à Mercedes.

“O acordo de curto prazo de Hamilton é uma notícia preocupante para a Red Bull”, escreveu Mark Hughes.

Continuando, Hughes observou que “sempre houve uma relação amigável entre Mercedes e Verstappen que se estende até mesmo antes de sua estreia na F1.

“Toto Wolff manteve um bom diálogo com os Verstappens desde então, às vezes para a irritação de Christian Horner, da Red Bull”, acrescentou.

O jornalista britânico então passou a descrever Verstappen como o “substituto mais óbvio” para Hamilton na Mercedes.

E, com George Russell fortemente ligado a uma mudança para os Prateados em 2022, a Mercedes pode ter uma nova linha de pilotos no próximo ano, como disse Adauto Silva no Podcast Loucos por Automobilismo de ontem.

“A perspectiva de Hamilton ganhar seu oitavo título e resolver se aposentar como piloto no final deste ano é real e Verstappen seria a substituição óbvia.”

Hughes acrescenta: “Se a Mercedes, então, mantiver sua superioridade no novo regulamento aerodinâmico a partir de 2021, então a F1 pode simplesmente substituir a era Hamilton por uma era Verstappen.”

Mark Hughes e Adauto Silva também concordam que: “Depois de seu desempenho sensacional em Sakhir, que apenas carimbou a consideração em que a Mercedes já tinha, parece óbvio que Russell será promovido em 2022”.

Então, uma nova dupla explosiva Verstappen-Russell na Mercedes a partir de 22 é bastante viável. Nesse caso, Russell poderia evitar que a nova era fosse apenas “Verstappen” e torná-la Verstappen-Russell?

Russel cumpriu todos os desafios lançados para ele até agora. Quem pode dizer que ele não estaria à altura de disputar de igual para igual com Verstappen?

 

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.




Fonte

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Notamos que você usa um Adblock ativo!

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso site. Por favor, deslique seu Adblock para que possamos gerar receitas através dos anúncios. Não vai sair do seu bolso. ;)