Automobilismo

F1 – Ecclestone diz que os pilotos ainda pedem conselhos

Bernie Ecclestone

Por ocasião do seu 90º aniversário, o ex-supremo da F1 Bernie Ecclestone ainda pensa que a mudança para os regulamentos atuais das unidades de potência foi “louca”.

“Quando estes motores híbridos foram introduzidos em 2014, eu disse que os governantes estavam loucos porque a Mercedes iria ganhar tudo”, disse ele ao jornal Blick.

“Até então, os fãs adoravam o esporte, o barulho era adorado e os pilotos eram heróis. Agora, os pilotos andam com um assessor de imprensa e dizem as coisas mais banais”, prosseguiu Ecclestone, que fez 90 anos na quarta-feira.

Ecclestone foi substituído pelo CEO da F1 Chase Carey em 2017, após a compra da Liberty Media. Ele está atualmente com a sua esposa e filho recém-nascido Ace na Suíça, tendo deixado a esposa nativa do Brasil Fabiana e a sua plantação de café no meio da pandemia.

“Na minha idade já não se faz nada de estúpido. Todos têm que pagar impostos e morrer, mas ainda não acabou”, sorriu Ecclestone. “Estou mais feliz do que nunca e muito encantado que tantas pessoas e pilotos continuem a me ligar e a me pedir conselhos”.

Ele disse que algumas das suas melhores realizações foram “salvar algumas equipes do colapso – a Williams várias vezes – e fazer muitas pessoas milionárias”.

Quanto às últimas ambições restantes de Ecclestone, o veterano de 90 anos admitiu: “Gostaria de falar com o meu filho Ace”.

Já ouviu o último Loucos por Automobilismo? Clique na imagem abaixo!

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.

Fonte

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo