Automobilismo

F1 – Red Bull e Ferrari votaram contra sanções para violação de limite orçamental

Toto Wolff e Christian Horner

Com os regulamentos em torno do limite orçamental, há também penalizações para as equipes que o ultrapassarem. O que estas penalidades implicam exatamente ainda está sendo negociado entre todas as equipes de F1. Três delas pronunciaram-se contra algumas das possíveis penalizações analisadas.

Sete das dez equipes gostariam de ver penalizações desportivas, bem como financeiras, em caso de violação do limite máximo orçamental. Penalidades desportivas poderiam significar uma dedução em pontos ou uma desclassificação de uma corrida/uma temporada inteira. No entanto, Toto Wolff, chefe da Mercedes, explica ao Motorsport-Total.com que nem todas as equipes são a favor de tais penalizações.

“Um grande grupo, sete em cada 10 equipes, votou a favor da introdução de sanções desportivas por uma violação do limite. Três equipes votaram contra. Vêem uma multa, mas não querem penalizações desportivas. Isso é um pouco estranho”, reconhece Wolff.

Segundo a mídia alemã, as três equipes que votaram contra sanções desportivas são a Red Bull Racing, a Ferrari e a AlphaTauri. “Com o atual compromisso é compreensível porquê e que regulamentos acham incompletos ou desconfortáveis de aceitar”, comentou.

De acordo com Wolff, portanto, não demorará muito até que tudo esteja completamente arranjado. “Então todos compreenderão que as violações dos regulamentos financeiros são vistas da mesma forma que as violações dos regulamentos técnicos”, concluiu Wolff.

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.




Fonte

Artigos relacionados

Usuários lendo agora...
Fechar
Botão Voltar ao topo