Empreendedorismo

Fusão de Lojas Americanas e B2W é aprovada pelas duas companhias

A fusão da Lojas Americanas e da B2W – dona das marcas Americanas.com, Submarino, Shoptime e Sou Barato – foi aprovada nesta quinta-feira (10) em votação das Assembleias Gerais Extraordinárias das companhias. A combinação das operações dá origem à gigante americanas s.a.

A americanas s.a. nasce com R$ 40 bi em Gross Merchandise Volume (GMV, em 2020), um time de mais de 34 mil associados e uma base de 48 milhões de clientes ativos. Possui, ainda, mais de 1.700 lojas de diferentes formatos em 765 cidades, uma plataforma digital que conecta compradores e vendedores, uma fintech com mais de 19 milhões de downloads e aceitação em mais de 3 milhões de estabelecimentos e uma plataforma de fulfillment e logística com capilaridade nacional e frota multimodal ecoeficiente.

O objetivo da fusão é acelerar a evolução dos negócios, oferecendo uma plataforma de inovação tecnológica, impulsionando o engajamento e maximizando a experiência para os clientes, fornecedores, sellers, merchants, parceiros e times.

A americanas s.a. anunciou que o novo Conselho de Administração será composto por Eduardo Saggioro Garcia (presidente); Carlos Alberto da Veiga Sicupira; Claudio Moniz Barreto Garcia; Paulo Alberto Lemann; Mauro Muratório Not (independente), Sidney Victor da Costa Breyer (independente) e Vanessa Claro Lopes (independente).

O Conselho de Administração nomeou a diretoria composta por quatro sócios com experiência em diferentes posições estratégicas em Lojas Americanas e B2W Digital. A nova companhia será liderada por Miguel Gutierrez, diretor-presidente e diretor de Relações com Investidores; Anna Saicali atuará como CEO da plataforma de inovação e fintech; Timotheo Barros será o CEO da plataforma física e CFO; e Marcio Cruz atuará como CEO da plataforma digital.

‘Tempo de somar’

Em nota, a companhia diz que os compromissos e conquistas de Lojas Americanas e B2W com a fusão se traduzem no propósito de “Somar o que o mundo tem de bom para melhorar a vida das pessoas. É tempo de somar.”

A americanas s.a. será listada no Novo Mercado da B3, o mais alto nível de governança corporativa da bolsa brasileira. A Lojas Americanas (LAME3 e LAME4) seguirá listada no Nível 1, de forma transitória, como um “veículo de investimento” com participação na americanas s.a.. Esta fase acontece em aproximadamente 40 dias.

Na segunda etapa, a Lojas Americanas S.A. pretende criar um veículo no exterior para listagem nos Estados Unidos que se chamará americanas inc. Essa fase tem como objetivo elevar a história de investimento da companhia para um patamar global e promover o alinhamento estratégico de longo prazo com os acionistas. A estimativa é que esta fase seja concluída em menos de 1 ano.

Imagem: Divulgação




Fonte

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Notamos que você usa um Adblock ativo!

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso site. Por favor, deslique seu Adblock para que possamos gerar receitas através dos anúncios. Não vai sair do seu bolso. ;)