Automobilismo

Hamilton arriscou quando não “precisava”: ele está errado?

Toto Wolff e Lewis Hamilton

Por: Bruno Aleixo – Tão logo Lewis Hamilton passou direto pela curva um, na insana relargada do GP do Azerbaijão, a três voltas do fim, o tribunal da Internet se dividiu em duas turmas: os que entenderam que o inglês foi imprudente ao tentar uma manobra “maluca”, sendo que o segundo lugar lhe garantiria a liderança do campeonato; e aqueles que entenderam que piloto tem que tentar mesmo e que se dane. E Hamilton estaria certo em tentar.

Bom, antes de mais nada, parece que houve uma explicação técnica para a questão. Hamilton teria se esquecido de desligar um sistema que a Mercedes tem para aquecer melhor os freios, sistema esse que joga 100% da carga de frenagem nas rodas dianteiras. Ao frear forte na disputa com Perez, as rodas travaram e ele foi embora. Verdade ou não, isso em nada muda o fato de que houve, sim, um erro do piloto. Não apertar um botão que deveria ter sido apertado é atribuição dele.

Sobre o julgamento dos twitteros, não apenas fico com a segunda opção, como não entendo quem defenda a primeira. E digo isso, inclusive, para alguns colegas da imprensa, que deitaram falação em cima de Hamilton, acusando-o de ser imprudente. Até posso entender que Toto Wolf, depois da prova, no cantinho escuro do chiquérrimo motorhome da equipe, tenha chegado em seu multicampeão e dito algo como “pô cara, pega leve né. 18 pontos contra 0 de Verstappen, depois de um fim de semana desse? Aí vc me ferra!”. A equipe está de olho no campeonato, lógico, e pra eles fazia sentido que Hamilton se comportasse melhor na primeira curva.

Aliás, arrisco dizer que Hamilton alinhou para o grid com esse “briefing” da equipe já feito. E ele ficaria em segundo, sem correr grandes riscos. Mas o que aconteceu foi que ele pulou muito melhor que Pérez na largada, estava na frente quando se aproximaram da largada e não poderia recuar ali. Ou seja, em menos de cinco segundos, toda a situação planejada mudou, em razão da largada melhor, e aí, meu amigo, entrou o feeling do piloto que, na hora do vamos ver, não quer afinar para o adversário.

Novamente, repito: não entendo quem é torcedor, ou jornalista, que critique o movimento. Nós, que cobrimos e torcemos para este esporte, não vamos ganhar nada com o título de quem quer que seja. Nada. Para nós, o que importa é corrida boa. E corrida boa é feita disputas, como foram disputadas as 3 últimas voltas desse maluco GP do Azerbaijão.

E que, sim, pode ter colocado um fogo definitivo no campeonato. Porque, a partir de agora, o mundial terá uma sequência de pistas nas quais a Mercedes parece ser favorita. Porém, a equipe perdeu as duas últimas de forma dolorosa e vive uma situação inédita em sua história na era híbrida: tem um adversário forte, com dois pilotos rápidos, enquanto Hamilton encontra-se cada vez mais solitário na disputa. Recuperar a confiança do heptacampeão e, principalmente, ajudar Bottas a encontrar o rumo de casa nas próximas provas, devem ser as diretrizes do time daqui pra frente. Isso tudo em um mundial que parece determinado a quebrar previsões. Ou alguém apostaria que Charles Leclerc faria uma pole em uma pista com quase 2 quilômetros de reta, acelerando seu motor de Marea?

Se a Mercedes não conseguir se impor nas próximas duas corridas, acho que a coisa ficará feia por lá. E nós veremos a equipe metida em uma situação na qual nenhum de nós estávamos habituados a ver. Sem torcida e preferência mas, o que mais poderíamos desejar?

O fato é que, como dissemos no Loucos por Automobilismo, parece que temos mesmo um campeonato, que vai ser decidido nos detalhes. Então, aproveitem, e parem de desejar pilotos bobinhos e conservadores. A gente quer essa turma com sangue nos olhos.

Bruno Aleixo
São Paulo – SP
Leia e comente outras colunas do Bruno Aleixo

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.




Fonte

Artigos relacionados

Usuários lendo agora...
Fechar
Botão Voltar ao topo

Notamos que você usa um Adblock ativo!

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso site. Por favor, deslique seu Adblock para que possamos gerar receitas através dos anúncios. Não vai sair do seu bolso. ;)