Esportes

Jogadora de vôlei da Sérvia é suspensa e multada após gesto racista na Liga das Nações 

A jogadora Sanja Djurdjevic, da Sérvia, foi punida pela Federação Internacional de Voleibol (FIVB) por um gesto considerado racista feito durante uma partida contra a Tailândia no dia 1º de junho. Djurdjevic não poderá participar de dois jogos de sua equipe na Liga das Nações e terá de pagar uma multa de 20 mil francos suíços (R$113 mil na cotação atual).

A jogadora foi filmada puxando os olhos após um rally, fazendo referência ao povo oriental. Milhares de pessoas chegaram a assinar uma petição pedindo que ela fosse punida. Após a repercussão negativa, ela se desculpou descrevendo a situação como um “simples mal-entendido”.

A Federação Sérvia também publicou um pedido de desculpas, ressaltando que a organização estava “triste com os acontecimentos recentes” e classificou o gesto como “lamentável”.

“Pedimos sinceras desculpas à equipe da Tailândia, ao povo da Tailândia e a todos vocês afetados por isso. Sanja está ciente de seu erro e imediatamente se desculpou com toda a equipe da Tailândia. Ela só queria mostrar aos seus companheiros ‘vamos começar a jogar na defesa como eles agora’, ela não quis dizer nada desrespeito. Claro, foi lamentável”, dizia a publicação no Facebook.

De acordo com a FIVB, a multa deverá ser doada para “uma causa de combate ao comportamento discriminatório e/ou para financiar programas educacionais sobre sensibilidade cultural para a Família do Voleibol global”.


Fonte

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Notamos que você usa um Adblock ativo!

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso site. Por favor, deslique seu Adblock para que possamos gerar receitas através dos anúncios. Não vai sair do seu bolso. ;)