Futebol

Mancini fala sobre dificuldade da Despensa do Brasil: “Não diferencia grande de pequeno”

O Corinthians está totalmente focado na Despensa do Brasil. O Timão estreia na competição na quarta-feira, na Neo Química Redondel, contra o América-MG, em jogo de ida das quartas de final. O técnico Vagner Mancini falou sobre preparação para o duelo.

“Você tem que entender que tipo de competição vai disputar. É um jogo de 180 minutos, divididos em duas partes de 90, mas uma não pode ser muito dissemelhante da outra. Se você vai muito mal na primeira segmento, você tem muita dificuldade na segunda. Se a primeira segmento é equilibrada, você sabe que o segundo jogo vai ser extremamente vivido e corrido, porque as duas equipes sonham em passar de tempo”, disse o treinador em entrevista à Corinthians TV.

“É uma competição que não diferencia quem é muito grande de quem é pequeno. Nós temos que entender e passar isso para ao desportista. O que labareda a atenção da Despensa do Brasil é que só uma equipe vai passar, os atletas sabem que não podem errar. Se no Brasiliano nós temos chances de recuperação, na Despensa do Brasil não tem. É tudo muito rápido, mas extremamente gratificante quando você entende a competição e passa”, completou.

Mancini também comentou sobre a sua relação com a Despensa do Brasil. O técnico revelou que sempre gostou do formato da competição.

“É uma relação muito bacana, desde a quadra que eu era jogador, eu sempre gostei do formato da Despensa do Brasil. São jogos eliminatórios, onde você consegue saber rapidamente aquilo que vai ocorrer. Isso labareda a atenção de todo mundo que é competitivo, você está passando por fases”, afirmou.

Por termo, Vagner Mancini falou sobre seu primeiro título porquê treinador, a conquista da Despensa do Brasil em 2005, pelo Paulista de Jundiaí.

“A (edição) de 2005 é peculiar porque ela tem alguns marcos. Eu paro de jogar em abril de 2004 e em junho de 2005 eu consigo, junto com a equipe, levar o Paulista a um título inédito. O Paulista de Jundiaí iniciou a Despensa do Brasil contra uma equipe de Série A e é o único vencedor até hoje que passou por seis adversários de Série A. Isso teve um peso muito significativo nessa conquista”, concluiu.


Mais vídeos em
videos.gazetaesportiva.com

Deixe seu glosa


Artigos relacionados

Usuários lendo agora...
Fechar
Botão Voltar ao topo