Curiosidades

Os escorpiões mais venenosos do mundo: tipos e curiosidades

O escorpião amarelo brasileiro está na lista dos mais venenosos do mundo. Ele é considerado o escorpião mais perigoso da América do Sul e seu veneno pode causar morte, pois atinge diretamente o sistema nervoso de uma pessoa.

O escorpião vermelho indiano e o escorpião palestino amarelo, também conhecido como caçador da morte, também estão nos topos das listas dos mais venenosos. Confira quais são os tipos e as características de alguns dos escorpiões mais venenosos encontrados ao redor do mundo!  

Escorpião vermelho indiano (Hottentotta Tamulus)

Escorpião vermelho indiano

Encontrado especialmente no leste da Índia, Paquistão, Sri Lanka e Nepal, este escorpião se alimenta de insetos e, ocasionalmente, de pequenos lagartos e ratos. Ele pode medir até 9 cm e seu veneno é considerado um dos mais letais entre todas as espécies. Quando uma pessoa é picada pelo escorpião vermelho indiano, ela pode apresentar fortes sintomas de: náusea, vômito, suor e convulsões. Os sintomas mais perigosos acontecem quando o coração e o pulmão da pessoa são atingidos pelo veneno, o que pode causar morte em até 24 horas. 

Escorpião palestino amarelo *Caçador da Morte* (Leiurus quinquestriatus)

Escorpião palestino amarelo

Quando um animal possui o apelido de caçador da morte, você provavelmente deve evitá-lo. O escorpião palestino amarelo possui cerca de 58 milimetros e pode ser encontrado no norte da África e ao redor do Oriente Médio. Sua ferroada é extremamente dolorosa e seu veneno pode ser letal para humanos. Quando uma pessoa é picada por este tipo de escorpião, ela pode presenciar aumento de pressão sanguínea, convulsão e coma. Ele pode ser especialmente perigoso para crianças pequenas e adultos não saudáveis. 

Escorpião amarelo brasileiro (Tityus serrulatus)

Escorpião amarelo brasileiro

O escorpião mais venenoso da América do Sul é o escorpião amarelo brasileiro, que pode ser encontrado especialmente em Minas Gerais. Centenas de acidentes envolvendo este escorpião são relatados anualmente no Brasil. Quando uma vítima é picada por ele, ela pode sentir sintomas como náusea e palpitação no coração. Se o veneno se espalha pelo corpo, a vítima pode sentir hiperestesia, o que faz com que o corpo da pessoa fique extremamente sensível a qualquer toque. Sintomas mais sérios são dores no estômago, vômito e dificuldade em respirar. A picada do escorpião amarelo brasileiro é ainda mais perigosa para pessoas mais velhas e crianças, pois pode causar falha cardíaca e respiratória. 

Escorpião de cauda negra (Androctonus crassicauda)

Escorpião de cauda negra

Também conhecido como escorpião de cauda grossa da Arábia, essa espécie pode ser encontrada na Arábia Saudita, no Irã, na Turquia e no norte da África. Ele possui um tamanho médio entre os escorpiões e se alimenta especialmente de pequenos insetos, aranhas, lagartos e pequenos roedores. Este escorpião é extremamente agressivo e seu veneno pode ser letal para humanos. Os sintomas do veneno deste escorpião podem ser convulsões, perda de consciência e hipertensão. 

Escorpião do Arizona (Centruroides exilicauda)

Escorpião do Arizona

Este escorpião de corpo preto pode medir até 7,5 cm e é encontrado na América do Norte, especialmente nos desertos do Arizona. O veneno neurotóxico deste escorpião pode causar dormência, vômito, diarréia e ser letal para pessoas picadas por ele. Nos anos de 1980, foram relatadas 800 mortes no México pelo escorpião do Arizona. 

Escorpião do deserto (Androctonus australis)

Escorpião do deserto

Também conhecido como escorpião de cauda gorda amarelo, esta espécie pode ser encontrada especialmente no norte da África e no sudoeste asiático. Curiosamente, é um dos escorpiões mais populares entre animais de estimação exóticos. O nome científico em latim Androctonus pode ser traduzido como “assassino de homem”, o que descreve bem a sua característica, pois este tipo de escorpião já causou a morte de inúmeras pessoas. O veneno deste escorpião pode atacar especialmente o sistema nervoso central de uma pessoa, resultando em paralisia e falha respiratória. 

Escorpião negro cuspidor (Parabuthus transvaalicus)

Escorpião negro cuspidor

Encontrado especialmente nos desertos semi áridos de países como a Botswana, Moçambique, Zimbabwe e África do Sul, este escorpião pode chegar a medir até 15 cm de comprimento. Ele é considerado o escorpião mais perigoso da África do Sul e, curiosamente, produz dois tipos de veneno. O seu “pré-veneno” é utilizado para imobilizar suas presas menores. Ele utiliza uma variante deste veneno para presas maiores ou em situação de vida ou morte. Em pessoas, o veneno deste escorpião pode ser letal, mas a taxa de morte é de menos de 1%. Os sintomas que uma pessoa pode apresentar quando picada por este escorpião são: intensa dor, suor, convulsão muscular e palpitação cardíaca. 

Escorpião de garras vermelhas da Tanzânia (Pandinus cavimanus)

Escorpião de garras vermelhas da Tanzânia

Como o nome sugere, estes escorpiões são mais encontrados nos países africanos, especialmente na região da Tanzânia. Eles possuem corpo preto e garras de cores avermelhadas. Eles podem medir entre 10 e 12,5 cm de comprimento e costumam habitar regiões de florestas tropicais. Eles utilizam suas garras para se alimentar de insetos, sapos e pequenos roedores. Seu veneno não é letal para humanos, mas pode causar muita dor e queimação nos membros. 

Escorpião imperador (Pandinus imperator

Escorpião imperador

Um dos escorpiões mais populares para quem cria pets exóticos, o escorpião imperador se diferencia por seu tamanho. Eles são nativos de florestas tropicais e savanas do oeste africano. É uma das maiores espécies de escorpião encontrada no mundo e podem viver entre 6 e 8 anos. Sua picada pode doer, mas seu veneno geralmente não é letal para humanos. 

Escorpião da casca listrada (Centruroides vittatus

Escorpião da casca listrada

Este escorpião se diferencia de outras espécies por possuir uma casca com listras e pode ser encontrado no sul dos Estados Unidos e no norte do México. É o escorpião mais proeminente nos Estados Unidos e pode medir até 10 cm de comprimento. Suas cores garantem camuflagem para se proteger de predadores e seu veneno é raramente letal para humanos, mas pode causar muita dor e inchaço na região atingida. 

Curiosidades sobre escorpiões

Infográfico sobre escorpiões - Hipercultura

O que o veneno do escorpião causa em humanos? 

Das 1500 espécies de escorpiões que existem no mundo, apenas 25 podem ser letais para humanos. De maneira geral, o veneno de um escorpião pode causar paralisia no corpo, convulsões e dificuldade respiratória. O veneno é utilizado especialmente para imobilizar insetos, que são a preza primordial destes animais. 

O veneno do escorpião pode matar uma pessoa? 

Sim, o veneno de um escorpião pode matar uma pessoa, mas apenas algumas dezenas de espécies conseguem produzir veneno suficiente para ser letal para um humano. Crianças e pessoas mais velhas são os mais vulneráveis caso sejam picados por este animal. As reações da picada de um escorpião podem durar de 7 a 10 dias e podem causas ferimentos mais graves na pele de uma pessoa. 

Os escorpiões menores são mais venenosos? 

Entre os tipos de escorpiões, os menores são geralmente mais venenosos. Os escorpiões encontrados no Arizona, por exemplo, são claros exemplos de que estes animais menores podem ser muito venenosos se comparados aos maiores, como o escorpião imperador.

Este conteúdo utilizou informações de: National Geographic, Owlcation, ASGMag, Planet Deadly. 

Veja também: 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo