Justiça

PF extradita dois argentinos acusados de violência contra mulheres

A Polícia Federal extraditou nesta terça-feira dois argentinos, acusados de cometer violência doméstica e feminicídio no seu país de origem, além de outros crimes.

Um deles é o jogador de golfe profissional Ángel Cabrera, mais conhecido com El Pato, que fugiu da Argentina após ser acusado de cometer diversos atos de violência doméstica contra duas ex-companheiras, entre os anos de 2016 e 2020. O atleta que é um dos mais bem-sucedidos no esporte da América do Sul, foi preso no Rio de Janeiro, no início deste ano.

O outro extraditado, que não teve a identidade revelada, foi detido em 2019. A extradição de ambos foi autorizada em caráter definitivo pelo Supremo Tribunal Federal no mês passado.

O STF já havia deferido a prisão dos acusados, como explicou o chefe do escritório regional da Interpol no Rio de Janeiro, representante da Pedro Carnaval. Ele detalhou que a prisão é preventiva até que os acusados sejam entregues as autoridades argentinas.

Do Rio, eles foram levados de avião, nesta segunda-feira, até Foz do Iguaçu, no Paraná, cidade que faz fronteira com a Argentina. E nesta terça, a delegacia local da PF entregou os homens às autoridades daquele país, na Ponte Tancredo Neves, que liga Foz à cidade de Puerto Iguazu. De acordo com a Polícia Federal, a logística atípica de extradição se deve às medidas de contenção da pandemia de covid-19.


Fonte

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Notamos que você usa um Adblock ativo!

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso site. Por favor, deslique seu Adblock para que possamos gerar receitas através dos anúncios. Não vai sair do seu bolso. ;)