Educação

Professores do Rio de Janeiro anunciam greve contra volta de aulas presenciais

Os professores do estado e município do Rio de Janeiro anunciaram que entrarão de greve contra o retorno das aulas presenciais programadas para, respectivamente, março e fevereiro na rede pública de ensino.

O coordenador-geral do Sindicato Estadual dos Profissionais do Rio (Sepe), Alex Sandro da Silva Trentino, informou que pedirá reunião com o governador em exercício, Cláudio Castro (PSC), e o prefeito Eduardo Paes (DEM).

– Se eles não recuarem, vamos entrar em greve. O município marcou o retorno às aulas presenciais para 24 de fevereiro, e o estado para o dia 1º de março – protestou.

Como alegação para a paralisação, os profissionais reivindicam a manutenção do trabalho remoto e defendem a inclusão da categoria entre os grupos prioritários da campanha de vacinação contra a Covid-19.

De acordo com a deliberação da assembleia dos educadores, os profissionais da rede estadual que forem convocados para as atividades presenciais já agora em fevereiro não devem comparecer às suas unidades.

– Tem uma 2ª onda de pico de contágio e mortes, a volta às aulas favorecerá ainda mais a circulação e a aglomeração de pessoas, propiciando o aumento do nível de contágio e de mortes – justificou o órgão.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Notamos que você usa um Adblock ativo!

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso site. Por favor, deslique seu Adblock para que possamos gerar receitas através dos anúncios. Não vai sair do seu bolso. ;)