Tecnologia

Projeto de euro digital começa oficialmente no Banco Central Europeu | Finanças

O Banco Central Europeu (BCE) revelou nesta última quarta-feira (14) que deu início ao seu projeto de euro digital. A CBDC (moeda digital de banco central) europeia entrou em uma fase de pesquisa que durará dois anos, com o objetivo de examinar questões como sua arquitetura, distribuição e impacto no mercado. A criptomoeda entraria em desenvolvimento somente após a conclusão desses estudos.

Banco Central Europeu da início a projeto de euro digital (Imagem: lilzidesigns /Unsplash)

Banco Central Europeu da início a projeto de euro digital (Imagem: lilzidesigns /Unsplash)

As moedas digitais de bancos centrais estão sendo discutidas e desenvolvidas por governos no mundo todo, principalmente diante da ameaça que o iuan digital representa para a soberania monetária das maiores economias do mundo. A China está nas últimas etapas de seu projeto de CDBC, com a criptomoeda estatal operando e próxima de uma implementação nacional.

“Dada a transformação digital em curso, que tem potencial para modificar o cenário de pagamentos e até mesmo todo o sistema financeiro, os bancos centrais devem ser ousados ​​e acompanhar o ritmo das mudanças”, disse Fabio Panetta, membro do conselho executivo do BCE, em uma postagem no blog da entidade.

Por hora, a ideia por trás do desenvolvimento do euro digital não é a substituição do dinheiro físico na União Europeia, mas sim uma complementação e evolução do sistema financeiro atual, principalmente voltado para pagamentos. A China, por outro lado, espera ver o iuan físico desaparecer ao longo dos anos após uma vasta implementação e consolidação de sua CBDC.

O BCE exemplificou que, da mesma maneira que se usa o euro físico hoje em dia, o cidadão europeu poderia usar sua criptomoeda para pagar por bens, serviços e realizar transferências. Tudo ocorreria de maneira 100% eletrônica e centralizada em uma carteira digital emitida pelo Banco Central Europeu.

Lançamento do euro digital é previsto para 2026

Sede do Banco Central Europeu em Frankfurt (Imagem: RNW.org/ Flickr)

Sede do Banco Central Europeu em Frankfurt (Imagem: RNW.org/ Flickr)

Segundo Panetta, o banco central vai focar em desenvolver um euro digital assim que o período de pesquisa terminar. Esse processo subsequente “pode ​​levar cerca de três anos”, deixando uma implementação prática da CBDC somente para 2026 ou depois. O BCE também reconhece que “muitas perguntas ainda precisam ser respondidas” antes de a criptomoeda ser lançada.

Mesmo diante das dificuldades, a entidade concluiu que vale a pena estudar a moeda digital para “garantir que, na era digital, os cidadãos e as empresas continuem tendo acesso à forma mais segura de dinheiro, emitida pelo banco central”, conforme afirmou a presidente Christine Lagarde em um comunicado.

CBDC beneficiaria instituições bancárias na Europa

Sobre os aspectos técnicos e práticos do futuro euro digital, especialistas da empresa de análise e pesquisa em criptoativos Mercurius Crypto afirmaram que os bancos serão os mais beneficiados com a novidade.

Gabriel Bearlz, gestor de portfólio da Mercurius, destaca que as instituições bancárias poderão exercer maior controle fiscal sobre a população e, por exemplo, reduzir os índices de sonegação de impostos e os custos com emissão de moedas.

O Banco Central Europeu também revelou que o consumo energético de sua criptomoeda deve ser substancialmente menor que o do bitcoin. Bearlz afirmou que os dois casos são muito distintos e difíceis de se comparar, mas a CBDC europeia deverá de fato consumir menos eletricidade e, consequentemente, possuir uma matriz energética renovável, pois cabe a um órgão específico a alocação dos validadores.


Fonte

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Notamos que você usa um Adblock ativo!

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso site. Por favor, deslique seu Adblock para que possamos gerar receitas através dos anúncios. Não vai sair do seu bolso. ;)