Esportes

Raio-x: diferenças e semelhanças nas marcas de Zico e Gabigol pelo Flamengo na Libertadores

Não se discute o lugar de Zico na história do Flamengo. Mas o Galinho de Quintinho, o maior ídolo do clube, tem um dos seus feitos dividido com Gabigol: ambos têm 16 gols e são os artilheiros do rubro-negro na Libertadores. O atacante, muito provavelmente, ultrapassará o eterno camisa 10 da Gávea. A chance poderá ser já na próxima terça-feira, contra o Unión La Calera, no Chile.

Zico e Gabigol não são apenas os principais goleadores do Flamengo na Libertadores. A dupla carrega uma veia muito decisiva. O Galinho fez os gols do título de 1981, sobre o chileno Cobreloa, enquanto o atual jogador rubro-negro marcou duas vezes contra o River Plate.

Entretanto, um raio-x dos gols mostra algumas diferenças. Zico precisou de oito partidas, num total de 20, para os 16 gols. Gabigol, com o mesmo número de jogos, conseguiu igualar o Galinho após 11 duelos.

Gols de Zico na Libertadores Foto: Editoria de arte

Outro detalhe é na bola parada. Zico fez três gols de pênalti, sendo um no primeiro jogo da final de 1981, no Maracanã, e três de falta, um no jogo desempate do título, em Montevidéu, no Uruguai. Gabigol marcou cinco de pênalti.

No chamado “hat-trick”, Zico tem dois neste período: um 1981, contra o Cerro Porteño, do Paraguai, e outro em 1983, diante do boliviano Blooming. O atual camisa 9 ainda não conseguiu.

Gols de Gabigol pelo Flamengo na Libertadores Foto: Editoria de arte
Gols de Gabigol pelo Flamengo na Libertadores Foto: Editoria de arte

— Acabei chegando ao número do Zico, que é nosso maior ídolo, o nosso rei. Foi um jogo histórico para mim e para o Flamengo, creio eu. Feliz por esse recorde igualado. Divido isso com os meus pais, com todo o meu estafe e com os jogadores do Flamengo — declarou Gabigol, após a vitória sobre a LDU, na terça-feira, em Quito

O jogador rubro-negro tem 16 gols pelo Flamengo na Libertadores, mas são 17 na competição sul-americana. Ele ainda tem um pelo Santos.

Em 111 partidas pelo Flamengo, Gabigol já marcou 79 gols, além de 25 assistências, totalizando 104 participações em gols. Mas ainda longe de Zico: 509 gols em 732 jogos.

— Ele continuando assim, tem tudo para se tornar um dos maiores da história do Flamengo e do futebol brasileiro. Porém, ao meu ver, ele ainda precisa bater falta e fazer mais gols de cabeça — disse Zico, há cerca de um mês, em seu canal no Youtube.

Garçom e goleador

Dos 16 gols de Gabigol, nove com bola rolando, seis saíram de assistências de Bruno Henrique. O atacante não é apenas o maior garçom do camisa 9, como também chegou a uma prateleira importante ao lado de outros ídolos.

Com dez gols em Libertadores pelo Flamengo, alcançou nomes como Gaúcho e Tita. O ranking de artilheiros do torneio sul-americano tem ainda Everton Ribeiro, Marcelinho Carioca e Nunes, com sete gols cada.

De Arrascaeta tem apenas quatro gols pela Libertadores com a camisa rubro-negra. Dois na atual edição, um em 2020 e outro em 2019. Gabigol exaltou o elenco do Flamengo e pediu que o torcedor curta o momento.

— Como temos quebrado muitos recordes, às vezes diminuímos as coisas que acontecem. Esse time é espetacular. Não canso de dizer: é o melhor time da América. Estamos muito felizes, muito contentes. Espero que a torcida curta essa geração — disse o atacante.

Gabigol

2021 – Flamengo x LDU

3 a 2, em Quito

Gabigol toca na saída do goleiro após belo passe de Everton Ribeiro

Gabigol, de pênalti

2021 – Flamengo x Uniõn La Calera

4 a 1, no Maracanã

Gabigol recebe de Arrascaeta e só empurra para a rede, na pequena área

Gabigol recebe de Bruno Henrique e toca no cantinho do goleiro

2021 – Flamengo x Vélez

3 a 2, em Buenos Aires

Gabigol, de pênalti

2020 – Flamengo x Racing

1 a 1, em Buenos Aires

Gabigol recebeu de Bruno Henrique e arrematou na pequena área

2020 – Flamengo x Barcelona

3 a 0, no Equador

Gabigol, de pênalti

2019 – Flamengo x River

2 a 1, em Lima

Gabigol recebe de Arrascaeta e empurra para a rede

Gabigol se livra dos zagueiros e acerta uma bomba no gol

2019 – Flamengo x Grêmio

5  a 0 , Maracança

Gabigol pegou rebote de escanteio e acertou um chutaço no canto alto

Gabigol, de pênalti

2019 – Flamengo x Inter

1 a 1, em Porto Alegre

Gabigol recebeu passe de Bruno Henrique e só empurrou para o gol

2019 – Flamengo x Emelec

2 a 0, no Maracanã

Gabigol, de pênalti

Gabigol, após cruzamento de Bruno Henrique

2019 – Flamengo x LDU

3 a 1, no Maracanã

Gabigol, após bola ajeitada por Bruno Henrique

2019 – Flamengo x San José

1 a 0, em Oruro

Gabigol, após boa enfiada de Bruno Henrique, toca na saída do goleiro

 

Zico

1983 – Flamengo x Blooming

7 a 1 no Maracanã

Zico, de bicicleta

Zico recebeu de Robertinho, driblou o goleiro e fez.

Zico, de pênalti

1982 – Flamengo x River

4 a 2 no Maracanã

Zico, de cabeça

1982 – Flamengo x Rier

3 a 0 na Argentina

Zico, em arrancada após contra-ataque. Driblou um marcador e acertou um chute de fora da área no cantinho.

1981 – Flamengo x Cobreloa

2 a 0, em Montevidéu

Zico, de sem pulo, dentro da área

Zico, de falta, no ângulo

1981 – Flamengo x Cobreloa

2 a 1, no Maracanã

Zico recebeu do pivô Adilio na área e arrematou.

Zico, de pênalti

1981 – Flamengo x Deportivo Cali

3 a 0, no Maracanã

Zico recebeu de Leandro, matou no peito e marcou.

Zico, de falta

1981 – Flamengo x Cerro Porteño

4 a 2, em Assunção

Zico penetrou na área e fez o primeiro.

Zico aproveitou cruzamento de Tita e fez o segundo, em chute de primeira no alto.

Zico recebeu enfiada de bola na ponta esquerda e tocou na saída do goleiro

1981 – Flamengo x Cerro Porteño

5 a 2, no Maracanã

Zico, de falta

Zico, de pênalti


Fonte

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Notamos que você usa um Adblock ativo!

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso site. Por favor, deslique seu Adblock para que possamos gerar receitas através dos anúncios. Não vai sair do seu bolso. ;)