Empreendedorismo

Serviços de saúde elevam ganhos da CVS; receita tem alta de 3,5% do 3º tri

A CVS Health relatou um salto melhor do que o esperado de 3,5% na receita do terceiro trimestre e elevou sua projeção de lucros para 2020, conforme informado pela CNBC. De acordo com a reportagem, o plano de transformar a rede de drogarias em uma empresa de serviços de saúde alcançou um resultado positivo.

Com ofertas que vão de seguro até testes de Covid-19, a empresa aproveitou para nomear Karen Lynch como novo CEO no lugar de Larry Merlo, que deixará o cargo para atuar no conselho de diretores da CVS a partir de 1º de fevereiro. Atualmente, Karen é vice-presidente executiva da CVS Health e presidente da Aetna, a seguradora de saúde que a CVS adquiriu em 2018.

A CVS tem procurado se tornar um destino único de assistência médica, à medida que os concorrentes invadem seu território, enviando receitas e vendendo itens de drogaria online. A empresa está redesenhando centenas de lojas para transformá-las em um balcão único com serviços e produtos médicos, como exames de sangue e máquinas para apneia do sono.

600 hubs de saúde

Até o final do ano, Merlo disse que o CVS terá cerca de 600 HealthHUBs. Hoje, esse número chega a 450 lojas em 30 Estados. Em uma teleconferência de resultados, o atual CEO disse que a adição do teste da Covid-19 é “uma prova muito tangível de que nossa estratégia está ganhando vida de uma forma muito significativa”.

“Se disséssemos a você há um ano que até o momento 6 milhões de pessoas teriam ido à farmácia CVS local para um teste diagnóstico relacionado a algum vírus, você provavelmente viraria os olhos”, disse ele. “A realidade é que isso aconteceu e realmente combina com a estratégia sobre a qual falamos em termos de encontrar as pessoas onde elas estão.”

Em uma base não ajustada, a empresa de saúde e a rede de drogarias reportam lucro líquido fiscal de US$ 1,22 bilhão, ou US$ 0,93 por ação, ante US$ 1,53 bilhão, ou US$ 1,17 por ação, um ano antes. A receita aumentou 3,5% para US$ 67,06 bilhões, ante os US$ 64,81 bilhões um ano antes. O resultado também ultrapassou os US$ 66,66 bilhões esperados pelos analistas.

Nas drogarias da empresa, as vendas aumentaram tanto na farmácia quanto na frente da loja, à medida que os clientes faziam os testes do Covid-19 e enchiam cestas maiores de itens de venda livre.

Testes de Covid-19 e injeções

O CVS expandiu os testes do Covid-19, administrou injeções contra a gripe e se preparou para o lançamento da vacina contra o coronavírus durante a pandemia. A rede possui mais de 4 mil locais de teste drive-thru em suas farmácias e já administrou mais de 6 milhões de testes.

Em meados de outubro, o CVS e seu rival Walgreens anunciaram um acordo com o governo para administrar vacinas contra o coronavírus para idosos e funcionários em instituições de cuidados de longo prazo quando estiverem disponíveis. Desde março, a CVS contratou cerca de 76mil funcionários.

Imagem: Reprodução

Fonte

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo