Esportes

Sondado até pela NBA, Maicon França opta pelo vôlei e brilha

Atleta que é alto já sabe que logo vem um palpite: “Vai jogar vôlei!”. Ou basquete. Quem sabe, ser um zagueiro ou um centroavante de respeito no futebol. Tamanho é documento no esporte, e com Maicon França não foi diferente. Se não apareceu algum time do Campeoanto Brasileiro para levar o grandão de 2,15m de altura, houve até time da NBA, a liga profissional de basquete dos Estados Unidos, sondando o garoto de apenas 17 anos.

Mas não tem LeBron James, Stephen Curry ou Michael Jordan que façam a cabeça do garoto: é mesmo o vôlei o sonho dele. A jovem promessa foi contratada ainda no ano passado pelo Cruzeiro, de Minas Gerais . Ele, inclusive, já atuou pelo time principal nesta temporada da Superliga Masculina. Destaque do Intercolegial de 2019, Maicon mostra determinação para alcançar voos ainda mais altos, apesar de eventuais percalços que possam aparecer em sua trajetória profissional.

— Sempre tive em mente que desistir não era uma opção para mim. Acredito que seja fundamental buscar sempre dar o seu melhor, sempre com algum propósito na cabeça. Acredito que quem tem o sonho de ser um atleta não pode entrar em quadra por entrar, tem que ter sempre em mente o que você almeja ser no futuro. E correr atrás, nunca desistir, ter foco — diz o atleta.

 

Maicon conta que seu gosto pelo vôlei surgiu pela inspiração no irmão, que já praticava a modalidade e foi seu grande incentivador. Os dias acompanhando os treinos fizeram com que ele tomasse gosto pelo esporte e começasse logo a praticar, ainda aos oito anos de idade. Daí para o estrelato nas competições estudantis não tardou muito. O jovem estreou na competição com apenas 14 anos de idade, e já sendo um dos destaques do Sistema Elite de Ensino, uma das potências do torneio.

DO COLÉGIO PARA O MUNDO

A partir de então, ele começou a chamar a atenção, além da estatura, pela desenvoltura em quadra, recebendo sondagem de vários clubes do esporte brasileiro. O destino acabou sendo o Cruzeiro, hexacampeão nacional e um dos grandes do vôlei brasileiro.

LEIA TAMBÉM:  Tri do Intercolegial ajuda Vôlei Campinas a alcançar sua melhor campanha na Superliga

Maicon, inclusive, já estreou entre os profissionais da Raposa na temporada 2020/2021. Porém, mesmo olhando para o futuro, ele não esquece do passado e ressalta o papel do Intercolegial tanto para o seu sucesso como atleta quanto para o papel de agente motivador de novas revelações.

— Os torneios estudantis ajudam a dar uma rodagem maior aos atletas mais jovens. E o esporte é isso, essa alegria de estar se divertindo com aquilo que você gosta e pratica diariamente. Eu cheguei a jogar futebol e basquete, mas não houve a mesma identificação que aconteceu com o vôlei de quadra — explica o atleta.

EUA DE OLHO

O porte físico fez com que Maicon recebesse sondagens também de times dos Estados Unidos (ele prefere não dizer quais foram as franquias que o procuraram). No entanto, a jovem promessa garante que a decisão pela continuidade no vôlei já está tomada em definitivo, inclusive com os planos para o futuro no esporte já traçados, a curto e a longo prazo.

— É importante fazer uma coisa de cada vez, dar um passo a cada dia. No momento, eu quero ser campeão pelo meu clube, que é o Cruzeiro. E, claro, no futuro, tenho o grande sonho de trazer a medalha de ouro olímpica para o nosso país, que é o sonho de qualquer atleta — finaliza Maicon.


Fonte

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Notamos que você usa um Adblock ativo!

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso site. Por favor, deslique seu Adblock para que possamos gerar receitas através dos anúncios. Não vai sair do seu bolso. ;)