Curiosidades

Três Marias: conheça as estrelas e saiba identificá-las no céu

As estrelas Três Marias fazem parte da constelação de Orion.

Essas três estrelas são também chamadas de Cinturão de Orion ou Três Reis Magos. Elas guardam muitas curiosidades, como o fato de serem maiores que o Sol e serem ao todo nove estrelas (e não apenas três).

Como identificá-las no céu?

Uma boa forma de identificá-las é buscar por três estrelas que estejam lado a lado, como se formassem uma pequena linha.

Três Marias no céu

As Três Marias aparentam estar no centro da constelação de Orion e estão alinhadas. Ao lado desta constelação, estão as constelações do Cão Maior e do Cão Menor.

A época do ano em que é possível ver a constelação de Orion e as Três Marias no Hemisfério Sul é no verão, durante dezembro, janeiro e início de fevereiro.

Apesar de parecerem relativamente próximas da Terra, as Três Marias estão numa distância de cerca de 1500 anos-luz! Para entender melhor o que isto significa, saiba que o Sol, por exemplo, está numa distância de 8 minutos-luz de distância e que 1 minuto-luz corresponde a 17 987 547 quilômetros. Ou seja, as Três Marias estão mesmo muito longe da Terra.

Os significados dos nomes das Três Marias 

Para a crença cristã, as Três Marias têm esse nome por serem relacionadas a três mulheres que, na ressurreição de Jesus, visitaram o túmulo dele. 

São também denominadas de os Três Reis Magos (Gaspar, Melquior e Baltasar), que, segundo a tradição cristã, teriam feito o caminho de Belém no nascimento do Messias.

O nome original de cada uma das três estrelas em árabe é: Alnitak, Alnilam e Mintaka. Alnitak significa corda, Alnilam quer dizer pérola e Mintaka significa cinto.

As características das Três Marias

Alnitak, Alnilam e Mintaka
© JA Galán Baho – Wikimedia Commons

A Alnilam, a do meio, é uma estrela solitária enorme, bem maior que o Sol inclusive. Em tamanho, é cerca de 22 vezes maior que o Sol e, em temperatura superficial, é cinco vezes mais quente que o Sol.

Alnilam é também uma das estrelas mais brilhantes da constelação de Orion. Pelo seu tamanho, pode ser uma das que irão explodir no futuro.

Para quem vê a estrela Alnitak do céu, ela parece uma única. No entanto, ela é composta por um sistema triplo: Alnitak Aa, Alnitak Ab e Alnitak B. Estas três estrelas são maiores que o Sol, a primeira é 20 vezes maior e as outras são cerca de 7 vezes maiores. Alnitak Ab e Alnitak B são menores que Alnitak Aa e orbitam ao redor dela.

Mintaka, ou terceira Maria, embora pareça uma única estrela quando vista no céu, é um sistema de cinco estrelas, com órbitas comuns. Há uma divisão dentro deste sistema, sendo um sistema duplo e um triplo.

No sistema duplo da Mintaka, as estrelas são em média 6 vezes maiores que o sol. Enquanto no sistema triplo, duas estrelas são 15 vezes maiores que o sol e uma é 10 vezes maior que o Sol.

Com estas informações sobre as Três Marias, é possível dizer que, na verdade, são nove estrelas ao todo que formam esse grupo, apesar só se enxergar três no céu!

A lenda que conta a origem da constelação de Orion e das Três Marias

Constelação de Orion e guerreiro

Na mitologia grega, Orion era um caçador que tinha semelhanças com uma figura humana. Era filho do deus Poseidon e podia caminhar pelo mar. Quando se apaixonou por Mérope, o pai da jovem disse que só aceitava o casamente se Orion matasse as feras que assustavam a ilha.  

Embora o guerreiro tenha cumprido, o pai dela voltou atrás com o combinado. Orion acabou por violentar Mérope e ficou depois cego como castigo.

Após recuperar a visão, Orion passou a acompanhar Ártemis, a deusa da caça, nas caçadas. Apolo, com ciúmes da relação, criou um plano que fez Ártemis matar por engano Orion. Chateada com isto, ela resolveu colocar Orion no céu, como constelação. Outra versão da lenda da mitologia grega conta que foi Zeus quem colocou Orion no céu. 

Por meio dessa lenda, a constelação de Orion passou a ser associada a um guerreiro caçador. Se olhar atentamente a imagem acima, é possível imaginar a forma de um guerreiro.

As estrelas Três Marias são consideradas o Cinturão de Orion, pela posição central que ocupam na constelação, parecendo mesmo um cinturão.

Recomendamos também

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Notamos que você usa um Adblock ativo!

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso site. Por favor, deslique seu Adblock para que possamos gerar receitas através dos anúncios. Não vai sair do seu bolso. ;)