Política

“Tudo indica que não vamos votar o Orçamento neste ano”, diz Mourão

O vice-presidente, general Hamilton Mourão, disse nesta 2ª feira (9.nov.2020) que o Congresso Nacional não deve votar o Orçamento de 2021 neste ano.

Tudo indica que nós não vamos votar o Orçamento neste ano, o que será 1 problema que provavelmente vai levar a uma queda na nossa avaliação pelas agências de rating [de classificação de risco]”, disse em videoconferência organizada pelo banco Itaú.

Mourão afirmou que o país vive 1 momento complicado durante a pandemia do novo coronavírus e afirmou que o Congresso está “paralisado”. Ele lembrou o imbróglio na composição da CMO (Comissão Mista de Orçamento).  O Congresso, até agora, não conseguiu se reunir e colocar em pé a Comissão Mista de Orçamento”, disse.

Para o vice-presidente, a proposta deverá ser votado apenas em abril. “Vamos ter Orçamento só lá pra abril do ano que vem, ou seja, vamos ficar 3, 4 meses podendo gastar só 1/18 daquilo previsto e planejado para o Orçamento”, declarou.

No início do ano, havia acordo para que o presidente da CMO fosse Elmar Nascimento (DEM-BA), aliado do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). O líder do Centrão na Câmara, deputado federal Arthur Lira (PP-AL), porém, tenta emplacar Flávia Arruda (PL-DF) no cargo. Quem vencer a disputa pela comissão se fortalece para a disputa pela Presidência da Câmara. Lira quer ser presidente e Maia, eleger 1 sucessor.

Na videoconferência, Mourão disse que o governo não planeja prorrogar a situação de emergência fiscal no país, pois acarretaria aumento da dívida. Afirmou ainda que não existe solução simples para a criação de 1 programa de renda mínima.

Nos próximos 2 anos, nós temos o dever funcional de buscarmos avançar as agendas de reforma”, afirmou.

Continuar lendo

Fonte: Poder360

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo